Nossa Cidade

Para a implantação de projetos no Estado, Ênio Pipino fundou a Gleba Celeste, que passou a ter sede no núcleo colonizador de Sinop, no médio norte mato-grossense. A cidade de Vera foi o início do projeto da Sociedade Imobiliária Noroeste do Paraná, hoje Colonizadora Sinop.

Em documento, a Colonizadora Sinop explica melhor a origem dos nomes femininos da Gleba Celeste. Ênio Pipino e João Pedro Moreira de Carvalho, os fundadores da cidade, decidiram homenagear as mulheres e ordenaram que “todo o loteamento da Gleba Celeste, cidades, estradas, córregos, ribeirões e os bairros, recebessem nomes de mulheres" e que passariam a fazer parte integrante da história do trabalho colonizatório da Colonizadora Sinop. Entre estas cidades primeiras estão Santa Carmem, Cláudia e Vera. O nome Sinop, é a sigla da empresa povoadora.

Vera, "A Princesinha do Nortão", foi elevada à categoria de distrito de Chapada dos Guimarães em 29 de Junho de 1976, pela Lei nº 3.755. Depois pela Lei nº 4.156 de 17 de dezembro de 1979 tornou-se distrito de Sinop. 

A emancipação político-administrativa de Vera, ocorreu com a Lei Estadual nº 5.003 de 13 de maio de 1986, criada pelas bancadas do PDS e PMDB da Assembleia Legislativa, e posteriormente foi sancionada pelo então governador Júlio Campos.

Vale destacar o padre Antônio Heidler, pessoa que levantou a primeira igreja de todos os projetos de colonização de Enio Pipino.

Pessoas das mais diversas descendências como alemães, portugueses, japoneses, italianos, austríacos, libaneses e outros tantos brasileiros fazem parte da cultura de Vera.

Os que aqui chegaram ao início de tudo plantaram café, mas a crise cafeeira no Brasil tornou a madeira à forte economia do município. Hoje a madeira já perdeu espaço para a agricultura e pecuária, principal base da economia do município.

O município localiza-se na região norte do Estado e possui uma área territorial de 2.962,687 km2, situando-se a 458 km da capital do Estado, Cuiabá. 

De acordo com o IBGE, a população estimada do município em 2017 é de 10.901 habitantes.

Vera faz divisa com os municípios de Sinop, Santa Carmem, Feliz Natal, Nova Ubiratã e Sorriso.

Um marco histórico de Vera, é a Capelinha, tombada como Patrimônio Histórico de Mato Grosso. Ela situa-se ao lado da igreja Católica São Judas Tadeu. Ainda preserva sua arquitetura toda feita de madeira.

O prefeito da cidade é Moacir Luiz Giacomelli, o vice-prefeito é Marcelo Alves da Costa e a Câmara Municipal é composta por 9 vereadores.

Localização:

O Município está localizado na Mesorregião: 127, Microrregião: 524 – Sinop – Norte Mato-grossense.

A Microrregião é composta por: Vera, Sinop, Claudia, Itaúba, Marcelândia, Santa Carmem, Feliz Natal e União do Sul.

Limites:

Os limites do Município são: Sinop a noroeste, ao norte Santa Carmem, ao Leste Feliz Natal, Sul Nova Ubiratã e a sudoeste Sorriso.

Coordenadas Geográficas:

Latitude: 12º17’07” SulLongitude: 55º 17’47” Oeste Gr.Extensão Territorial:Vera possui uma área de 2.989,10 Km2.

Distância da Capital:

A distância rodoviária entre Vera e Cuiabá é de aproximadamente 480 Km.

Clima Predominante: Equatorial quente e úmido.

Período de Seca: de maio a outubro

Período de chuva: precipitação anual de 2250mm, com intensidade máxima de novembro a abril

(Fontes: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, Governo do Estado de Mato Grosso / Prefeitura Municipal.

As informações relativas aos aspectos sociais do Município de Vera constam do Boletim Dados Municipais, Subsídios para elaboração do PPA Municipal, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS)1, que assim se expressou (pg.2):

Crédito das Fotos: Biblioteca Municipal de Vera)